Blog

Investidor: Como identificar uma boa startup para investir

Avalie o potencial de uma startup, olhando seus indicadores de desempenho, realize uma análise de mercado eficaz para boas oportunidades de investimento
Investidor: Como identificar uma boa startup para investir
Publicado em

20

de

August

de

2023

Para bom investidor, um pitch já basta. Será? Tomar a decisão de investir em uma startup é um processo complexo, e definitivamente exige muito mais do que só ouvir uma boa apresentação. Então se você precisa de uma ajudinha pra deixar o olhar afiado e encontrar as pedras preciosas no meio de tanto vidro, vem que vamos te ajudar.

Por que investir em Startups?

Essa é uma pergunta que os investidores se fazem, principalmente aqueles que estão chegando agora no mundo de startups. Bom, escolher investir em startup é uma decisão que envolve muito risco, mas por outro lado, o potencial de retorno é proporcionalmente muito alto.

Sabendo escolher, o investimento feito nas fases iniciais pode crescer de forma exponencial. Lembre que startups buscam investimento justamente para ajudar no tracionamento e expansão de forma acelerada, ou seja, o retorno rápido do capital investido também é esperado.

Além disso, investir em startups é investir em inovação e contribuir com o desenvolvimento tecnológico do ecossistema. Esse é um ganho imaterial que também precisa ser avaliado, afinal, o retorno futuro advindo de inovações atuais podem ser ainda maiores.

Análise de mercado e potencial de crescimento

Para não errar na hora de investir em uma startup, é preciso estar atento principalmente a dois fatores: Mercado e potencial de crescimento. Vamos por partes.

Antes de fazer qualquer tipo de investimento com inteligência é preciso analisar o contexto em que seu dinheiro vai ser aplicado. No caso de investimento em startups é preciso considerar diferentes critérios nesse processo de avaliação.

É preciso fazer uma boa curadoria do que o mercado está oferecendo, o que está buscando e qual o espaço que a startup pretende ocupar nesse cenário. Por exemplo, se o mercado está vendo com bons olhos negócios ligados ao desenvolvimento de tecnologias de saúde, uma HealthTech é o tipo de startup com alta capacidade de expansão. 

E já que falamos sobre expansão, o segundo ponto aqui é entender qual o potencial de crescimento da startup em questão. Vários fatores podem te ajudar a formular um diagnóstico produtivo que te auxilie na escolha de uma startup para investir.

Logo de cara busque entender ao máximo sobre o produto chave, suas limitações, diferenciais de mercado, e principalmente qual problema ele se propõe a resolver. Esse já é um indicativo importante para avaliar se o produto é relevante ou não e se vale aportar o projeto.

Procure também conhecer mais do histórico dos sócios, experiências prévias em projetos passados, principais áreas de atuação e se possuem know-how em gestão de empresas. Claro que alguns tipos de conhecimento são aprendidos ao longo do caminho e parte do papel de novos investidores é ajudar nesse trajeto, então não espere que os fundadores saibam tudo. O que vale aqui é questionar o quanto estão comprometidos com o negócio e dispostos a aprender o que ainda não sabem.

Produto qualificado, sócios comprometidos e mercado em ascensão são apenas uma parte dos fatores de influência na escolha de investir em uma startup, afinal, ainda não falamos de números. Isso mesmo, dinheiro. 

Uma startup com números saudáveis e transparentes é uma boa startup para investir. Vale reforçar que saúde financeira não é sinônimo de caixa altamente abastecido. Pelo contrário, startups em early stage geralmente possuem caixa limitado. 

Lembre também de colocar na balança a porcentagem societária que será adquirida. É comum que startups nas fases iniciais recebam diversos aportes e as ações sejam cada vez mais diluídas ao longo dos anos. Leve isso em consideração quando for colocar na ponta do lápis o retorno esperado desse investimento.

O que vai se destacar aqui é a capacidade da startup de fazer bom uso dos recursos que possui, de forma inteligente, eficiente e organizada. Para fazer essa avaliação, os indicadores financeiros e de crescimento da startup vão falar por si só.

Indicadores de desempenho e métricas para analisar

Os números não mentem, e definitivamente serão seus melhores amigos nessa etapa de consideração para escolher uma startup para aportar. Com essas métricas você terá uma visão muito mais ampliada do caminho que o negócio está traçando.

Aqui estão as quatro principais métricas que todo investidor precisa saber com clareza antes de realizar qualquer aporte em uma nova startup:

  • MRR e ARR: O MRR (Receita Mensal Recorrente) e o ARR (Receita Anual Recorrente) são os indicadores que medem o volume de receita que está entrando. De forma bem simples, informam quanto dinheiro a empresa está gerando através de vendas.
  • Growth Rate (Taxa de Crescimento): Mede a porcentagem de crescimento do negócio. A taxa de crescimento é uma métrica que pode ser definida de várias formas através de outras métricas, por exemplo, calculando o aumento do MRR ou até mesmo número total de clientes.
  • Ticket médio: o ticket médio indica o valor médio gasto por cliente. Esse número ajuda a entender possibilidades de margem, traçar estratégias de upgrade e upsell, e até mesmo indicar qual o perfil do cliente desse negócio. Essas são informações muito relevantes para possíveis investidores.
  • Churn: Indica a quantidade de clientes que deixaram de consumir o produto, e por consequência, a perda de receita. O número utópico de churn é zero, mas claro que esse é um total irreal. Um churn saudável é aquele que fica abaixo do total de receita adquirida, ou seja, entra mais gente do que sai. Investidores precisam estar atentos à esse indicador para ter um melhor entendimento do nível de engajamento dos clientes com o produto e uma melhor perspectiva de expansão da receita.

Para não errar ao investir em startups, uma boa dica também é contar com orientações de especialistas e investidores experientes. Lembre-se de considerar todos esses fatores durante sua avaliação e você com certeza fará uma boa escolha de investimento.

Aqui a sua startup é aprimorada com um método exclusivo que gera resultados incríveis

Posts relacionados com a categoria:

Blog

Para startups, investidores, aceleradoras e outras empresas do ecossistema de startups.

Métricas para Startups SaaS: Como acompanhar o sucesso do seu negócio

Sua startup SaaS deve acompanhar para medir o sucesso de suas campanhas de marketing, monitorar a saúde financeira e avaliar a satisfação do usuário.
Leia mais

O que é Account Based Marketing e como implementar em sua estratégia

Descubra como implementar uma estratégia de Account Based Marketing eficaz em sua empresa. Conheça os benefícios, como criar sua estratégia.
Leia mais

Pitch Deck para investidores: Como criar uma apresentação de sucesso

Descubra como criar um pitch deck vencedor que os investidores irão comprar a ideia. Saiba como elaborar uma apresentação atraente e convincente da sua startup.
Leia mais