Blog

Incubadora ou Aceleradora: Qual a melhor opção para sua startup?

Descubra as diferenças entre programas de incubação e aceleração e saiba como escolher a melhor opção para sua startup. Conheça as vantagens e desvantagens.
Incubadora ou Aceleradora: Qual a melhor opção para sua startup?
Publicado em

20

de

August

de

2023

Durante as primeiras etapas da jornada da sua startup é comum bater aquela dúvida sobre qual tipo de ajuda é a melhor para dar o impulso que seu negócio precisa. No ecossistema de startups os modelos mais conhecidos são as incubadoras e aceleradoras. Se você ainda não sabe bem quais as diferenças e vantagens de cada uma, vem que a gente te conta:

Incubadora ou aceleradora

Para começar, é importante ressaltar que apesar de muita gente confundir o papel de cada um desses programas, incubadoras e aceleradoras possuem objetivos bem diferentes entre si.

As Incubadoras trabalham com empreendedores nos estágios mais iniciais, da ideação da startup até as primeiras fases de validação. Geralmente as incubadoras nascem de necessidades específicas do governo ou instituições de pesquisa, sendo bastante comum encontrar programas de incubação em universidades, por exemplo.

Pense que as incubadoras têm por objetivo ajudar novos empreendedores a tirarem a ideia do papel, dando suporte e mentorias relacionados a viabilização da ideia, mediando contato com poder público e empresas. É um modelo que visa mais a estruturação do plano de negócio e busca por apoio.

Outro detalhe é que as incubadoras não necessariamente oferecem suporte apenas para negócios inovadores. Pequenas empresas de modelos tradicionais também podem se beneficiar de programas de incubação.

Já as aceleradoras, como o nome diz, tem por objetivo acelerar startups estruturadas e com modelo de negócio construído. Os programas de aceleração buscam negócios inovadores, escaláveis e com alto potencial de crescimento. 

Geralmente as aceleradoras são lideradas por empreendedores ou investidores mais experientes, com passagens comprovadas pelo mercado e outros negócios de sucesso em seus portfólios. Os modelos de aceleradora costumam contar com investimento de capital e mentorias em troca de alguma porcentagem da empresa. 

O modelo de aceleração da Start Growth, por exemplo, oferece além de aportes e mentorias com especialistas um modelo de atuação mão na massa, sendo parte ativa da operação das startups investidas.

Como escolher entre uma incubadora ou aceleradora?

O principal critério para avaliar se sua startup se beneficiaria mais de uma incubadora ou aceleradora é o nível de maturidade do seu negócio. Por exemplo, de nada adianta buscar aporte de aceleradoras se sua startup ainda está em fase de validação da ideia. 

Por outro lado, se sua startup já tem um modelo de negócio validado, o produto ou serviço já estão em funcionamento, já encontrou market fit e fez as primeiras vendas, ter o suporte de uma aceleradora pode ser muito benéfico. 

Durante os estágios iniciais, todas as startups passam pelo que chamamos de vale da morte, ou seja, a fase em que o negócio precisa se provar rentável e que consegue se manter sem necessidade de investimentos externos. Esse é um momento que faz muito sentido buscar aceleradoras que ajudem a superar essa fase de forma mais acelerada, dando o suporte necessário para sua startup tracionar de forma mais saudável.

Vantagens e desvantagens de se juntar a uma incubadora ou aceleradora

Vantagens

Para startups que realmente buscam crescer e escalar suas operações, ter o suporte de uma incubadora ou aceleradora torna o caminho muito mais fácil. Isso porque fazer parte de um programa de incubação ou aceleração abre muitas portas para networking com outros empreendedores do ecossistema, acarretando em uma troca incomparável de conhecimento e muito aprendizado de quem já está trilhando caminhos similares.

A parte das mentorias e investimento de capital, outro ponto muito importante que esses programas oferecem é a visibilidade de mercado, possibilitando que sua startup esteja presente em espaços exclusivos e seja mais facilmente reconhecida.

Desvantagens

Os principais pontos de desvantagens ao se juntar a uma incubadora ou aceleradora estão relacionados ao controle da startup. Afinal de contas, para ter acesso aos benefícios e auxílios dos programas, a contrapartida geralmente é uma porcentagem do negócio.

Sendo assim, é importante ter em mente que ao se juntar a uma incubadora ou aceleradora, haverá divisão de lucros, concessões no modelo de gestão do negócio e participação ativa de investidores nas tomadas de decisões. 

Para alguns empreendedores isso pode parecer um desafio grande mas deve ser entendido como parte do processo de crescimento de startups em fase de escala. Além disso, poder contar com investidores e empreendedores mais experientes acrescenta um ganho exponencial para a operação e desenvolvimento do produto.

Seja através de incubadoras ou aceleradoras, o potencial de crescimento que sua startup pode alcançar através desses programas com certeza vai muito além do que iria sozinha, afinal de contas, startups fazem parte de um ecossistema muito maior. Avalie criteriosamente o momento do seu negócio para escolher a sua melhor opção e conte com a ajuda de especialistas para chegar ainda mais longe.

Aqui a sua startup é aprimorada com um método exclusivo que gera resultados incríveis

Posts relacionados com a categoria:

Blog

Para startups, investidores, aceleradoras e outras empresas do ecossistema de startups.

Quando pivotar um negócio SaaS

Em um cenário empresarial dinâmico, a capacidade de aprender e se reinventar é um dos principais impulsionadores do sucesso. Entenda por que pivotar.
Leia mais

Melhores práticas para gerenciar seu cap table

Descubra as melhores práticas para gerenciar o Cap Table de sua startup. Saiba como manter seus registros de ações atualizados e evitar erros comuns.
Leia mais

Como aceleradoras podem ajudar a escalar sua startup SaaS

Saiba como uma aceleradora de startups SaaS pode ajudar sua empresa a crescer e se estabelecer no mercado de forma consolidada.
Leia mais